Dez maneiras de se reconectar com as crianças depois de uma situação de estresse.

EzyWatermark180315021022322.png

Perder a calma com nossos filhos em algum momento não nos faz péssimos pais. Ser pai e mãe é uma tarefa difícil, e todas as pessoas perdem a cabeça em algum momento  e acabam descontando nos filhos  frustrações relativas a outras área da vida e que não necessariamente tem uma relação direta com os filhos.  Somos seres humanos e ter o controle das nossas emoções é uma coisa particularmente complicada, mas que pode ser trabalhada.

Todos nós sabemos que a parentalidade é muito gratificante, mas por vezes, pode ser exaustiva, principalmente por que não somos EXCLUSIVAMENTE PAIS. Todos nós somos homens e mulheres que exercem outros papéis além do parental e por conta disso, em muitas situações estamos físico e emocionalmente esgotados.

O primeiro ambiente capaz de ensinar sobre aprendizado emocional é a família, por isso é de EXTREMA importância tomar consciência de como as experiências familiares influenciam os filhos. As crianças aprendem a maioria das lições sobre emoções com seus pais e isso inclui a capacidade de controlar impulsos, de motivação, de ler os sinais sociais das outras pessoas e a fazer um gerenciamento de ansiedade e tensão de maneira adequada.

Portanto, quando acontece uma situação em que perdemos o controle das nossas emoções, podemos usar estratégias para nos reconectamos com nossos filhos e ensiná-los gentileza , afeto e empatia.

Pra isso, você precisa primeiramente seguir três passos:

– Se perdoar pelo que aconteceu

-Pedir desculpas a seu(a) filho (a)

-Realizar ações que possam compensar o momento de desafeto e estabelecer uma reconexão entre vocês

Segue abaixo dez formas de se reconectar com seu filho depois de uma situação de estresse:

  1. Abrace seu filho
  2. Surpreenda-o com um bilhete ou um desenho
  3. Leiam um livro juntos
  4. Pergunte como ele está se sentindo
  5. Olhe dentro dos olhos dele e sorria
  6. Diga sim a próxima solicitação que ele fizer (se for possível, claro).
  7. Conte uma história sobre sua infância ou sobre quando eles eram menores
  8. Diga: Eu te amo
  9. Faça da próxima refeição um momento divertido
  10. Valorize algo que ele ou ela faça: Eu adoro quando você…

Ana Flora Medeiros

Mãe e Acolhedora de Pais

Psicóloga

Especialista em Neuropsicologia

Mestranda em Psicologia do Desenvolvimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close